Interpretar Gestos

Home»Jogos de poder»Apontar com o corpo em posição sentada

Apontar com o corpo em posição sentada

00004v

Considere a situação seguinte: o leitor é um supervisor que se prepara para aconselhar um subordinado cujo desempenho profissional está abaixo dos padrões desejáveis. Sente que necessitará de utilizar questões diretas, que exigirão respostas diretas, o que poderá fazer o seu subordinado sentir-se sob pressão. Por vezes, necessitará igualmente de demonstrar-lhe apoio moral e, de tempos a tempos, que concorda com os seus pensamentos ou ações.

Não considerando, nestas ilustrações, técnicas de entrevista e questionamento, considere os seguintes pontos: (1) A sessão de aconselhamento decorrerá no gabinete do leitor; (2) o subordinado sentar-se-á numa cadeira de pernas fixas e sem braços, que o obrigarão a utilizar gestos e posturas corporais que darão ao leitor a compreensão das suas atitudes; (3) o leitor sentar-se-á numa cadeira giratória com braços, permitindo-lhe eliminar alguns dos seus próprios gestos, além de lhe permitir deslocar-se.

Há três posições em ângulo principais que pode utilizar. Tal como na posição triangular de pé, sentar-se segundo um ângulo de 45 graus transmite uma atitude informal e descontraída à reunião, e é uma boa posição de abertura para uma sessão de terapia.

Pode demonstrar concordância não verbal ao subordinado a partir desta posição, se espelhar os movimentos e gestos dele. Tal como na posição aberta de pé, os corpos de ambos apontam para um terceiro ponto, formando um triângulo, o que pode demonstrar concordância.

Ao virar a sua cadeira de modo a apontar o seu corpo diretamente para alguém, está a dizer-lhe de forma não verbal que pretende respostas diretas às suas questões diretas.

Quando posiciona o seu corpo a 45 graus da outra pessoa, retira pressão à entrevista. Esta é uma excelente posição a partir da qual fazer perguntas delicadas ou embaraçosas, encorajando respostas mais abertas às suas questões, sem fazer a pessoa sentir-se pressionada.