Interpretar Gestos

Home»Comportamentos»As bases culturais são as mesmas em quanse todo o lado

As bases culturais são as mesmas em quanse todo o lado

Diversity_Matters_photo_without_wording__

As expressões faciais e sorrisos apresentam os mesmos significados para as pessoas de praticamente todo o mundo. Foi mostrado a pessoas de 21 culturas diferentes fotografias que ilustravam emoções de felicidade, raiva, medo, tristeza, repugnância e surpresa, e descobriu que em iodos os casos, a maioria dos naturais de cada país estava de acordo relativamente às imagens que mostravam felicidade, tristeza e repugnância.

Registava-se concordância maioritária em 20 em cada 21 países relativamente às expressões de surpresa; relativamente ao medo, em 19 em cada 21; e relativamente à raiva, de 18 em 21.

A única diferença cultural significativa registou-se com os japoneses, para quem a fotografia do medo indicava surpresa.

Foram filmadas estas pessoas da Idade da Pedra representando estas mesmas expressões, e mostrou-as a americanos, que as identificaram todas corretamente, assim provando que os significados do sorriso e das expressões faciais são universais.

Este sistema permitiu aos cientistas registar, separar e catalogar as expressões faciais infantis, descobrindo que as crianças japonesas e as americanas exibiam exatamente as mesmas expressões emocionais.

Até aqui, neste site, concentrámo-nos na linguagem corporal que é em geral comum à maior parte do mundo. As diferenças culturais mais assinaláveis existem fundamentalmente em relação ao espaço territorial, ao contacto visual, à frequência do contacto físico e aos gestos de insulto. As regiões que ostentam o maior número de sinais locais distintos são os países árabes, determinadas zonas da Ásia e o Japão. A compreensão das diferenças culturais é um tema demasiado alargado para ser abordado num único capítulo, pelo que nos cingiremos aos aspetos básicos que será mais provável observarmos no estrangeiro.