Dadas determinadas condições de iluminação, as nossas pupilas dilatar-se-ão ou contrair-se-ão quando a nossa atitude e estado de espírito se alterem de positivos para negativos, e vice-versa. Quando alguém fica excitado, as suas pupilas podem dilatar-se até quatro vezes o seu tamanho original. Inversamente, um estado de espírito encolerizado e negativo provoca a contração das pupilas e aquilo que se designa habitualmente por «olhos de cobra». Os olhos mais claros podem parecer mais atraentes devido ao facto de ser mais fácil observar a dilatação a ter lugar.

Um ex-diretor do Departamento de Psicologia da Universidade de Chicago e pioneiro dos estudos de pupilometria, descobriu que o tamanho da pupila é afetado pelo estado geral de excitação da pessoa. Em geral, as dimensões da pupila aumentam quando as pessoas vêem algo que as estimula. Descobriu também que as pupilas, tanto de homens heterossexuais como de mulheres heterossexuais, se dilatam quando vêem pin-ups do sexo oposto e se contraem quando vêem pin-ups do mesmo sexo. Obteve-se conclusões semelhantes quando se pediu a participantes em experiências que olhassem para imagens agradáveis e desagradáveis onde se incluíam alimentos, figuras políticas, uma criança deficiente, cenas de guerra, ou quando se fez os participantes ouvir música. Descobriu igualmente que os aumentos de dimensão da pupila se correlacionam positivamente com a atividade mental associada à resolução de problemas, atingindo a dilatação máxima quando se descobre a solução.

Esta investigação foi aplicada ao mundo do trabalho e demonstraram como as pessoas classificavam modelos fotográficos como mais atraentes quando a foto era alterada no sentido de aumentar a área das pupilas. Esta técnica constitui uma forma eficaz de aumentar as vendas de todos os produtos que usavam grandes planos dos rostos, como, por exemplo, cosmética feminina, produtos para o cabelo e roupas. Utilizando brochuras numa campanha de direct mail, conseguimos ajudar a aumentar as vendas por catálogo dos batons Revlon em 45%, ao aumentar o tamanho das pupilas dos modelos das fotografias.

Os olhos constituem um sinal determinante em termos de sedução, e o objectivo da maquilhagem dos olhos é o de realçar a sua exibição. Se uma mulher se sente atraída por um homem, dilatará as pupilas ao olhá-lo, e é provável que ele descodifique corretamente esse sinal, sem que disso se aperceba. É por essa razão que os encontros românticos são mais bem-sucedidos em locais mal iluminados, pois isso provoca a dilatação das pupilas de ambos e cria a impressão de que as pessoas estão muito interessadas uma na outra.

Quando os amantes se contemplam olhos nos olhos, estão inadvertidamente à procura de sinais de dilatação das pupilas, e cada um sente-se excitado pela dilatação das pupilas do outro. A investigação demonstrou que, quando se mostra filmes pornográficos a homens, as suas pupilas podem dilatar-se até quase três vezes o tamanho original. As pupilas da maior parte das mulheres sofrem a maior dilatação ao olhar para imagens de mães e bebés. Os bebés e as crianças têm pupilas mais largas do que os adultos, e as pupilas dos bebés dilatam-se constantemente quando os adultos estão presentes, numa tentativa de parecerem o mais atraentes possível, assim conseguindo obter atenção permanente. É por essa razão que os bonecos infantis mais adquiridos têm quase sempre pupilas desproporcionadas.

A investigação revela igualmente que a dilatação das pupilas exerce um efeito recíproco sobre a pessoa que vê as pupilas dilatadas. Os homens que olham para retratos de mulheres com pupilas dilatadas mostram maior dilatação das pupilas do que quando olham para retratos de mulheres de pupilas contraídas.