Interpretar Gestos

Home»O poder dos gestos»Como evitar ser atacado ou sofrer abuso

Como evitar ser atacado ou sofrer abuso

bulliyng-2

A maior parte dos primatas desvia o olhar para mostrar submissão. Se um macaco se prepara para exibir agressividade ou se é provável atacar, fixará os olhos sobre a sua vítima. Para evitar ser atacada, esta deverá desviar o olhar e tentar parecer mais pequena. Os dados científicos mostram que o comportamento submisso parece encontrar-se predefinido nos cérebros dos primatas, por uma questão de sobrevivência. Quando somos sujeitos a um ataque, fazemo-nos parecer mais pequenos arqueando os ombros, puxando os braços para próximo do corpo, pressionando os joelhos um contra o outro, enfiando os tornozelos debaixo de uma cadeira, encostando o queixo ao peito para proteger a garganta e desviando o olhar. Estes gestos ativam o «interruptor de desligar» no cérebro do agressor, evitando-se assim o ataque.

Esta é uma posição ideal para assumir se estivermos a ser repreendidos por um superior, quando de facto merecemos a reprimenda, mas seria por outro lado prejudicial no caso de sofrermos um ataque aleatório no meio da rua. Assumida por uma pessoa que passasse junto a um grupo de possíveis assaltantes, assinalaria medo, e poderia contribuir para incitar a um ataque. Se caminharmos com a coluna direita, movimentos largos, balançando braços e pernas e de peito aberto, projetaremos a impressão de que sabemos defender-nos, se necessário, o que diminuirá a probabilidade de sermos atacados.