Interpretar Gestos

Home»Comportamentos»Os japoneses

Os japoneses

Japão

Uma zona no mundo na qual os apertos de mão, os beijos e os «abraços de urso» nunca se vulgarizaram é o Japão, onde esse tipo de contacto corporal é considerado indelicado. No primeiro encontro, os Japoneses fazem uma vénia, na qual a pessoa de menor estatuto social se inclina mais do que a outra.

Nos primeiros encontros, trocam-se cartões-de-visita, e cada pessoa avalia o estatuto social da outra, seguindo-se uma troca de vénias realizada em função dos resultados dessa avaliação mútua.

A forma como um japonês escuta outra pessoa implica todo um repertório de sorrisos, acenos de cabeça e sons polidos, que não têm equivalência direta noutras línguas. A ideia é encorajar o interlocutor a continuar a falar, mas é frequentemente interpretada de forma errónea pelos ocidentais e europeus como sinal de concordância.

O Aceno de Cabeça é um sinal praticamente universal para «sim», exceto no caso dos Búlgaros, que utilizam esse mesmo gesto para significar «não», e dos Japoneses, que o usam como sinal de delicadeza. Se dissermos a um japonês algo com que ele não concorda, mesmo assim ele dirá «sim» — em japonês. Hai — para nos encorajar a continuar a falar.

Um «sim» japonês significa em geral «sim, ouvi o que disse» e não «sim, concordo». Por exemplo, se dissermos a um japonês «o senhor não concorda, pois não?», ele acenará com a cabeça de cima para baixo e dirá «sim», ainda que possa não concordar.

No contexto japonês, tal significa «Sim, está correto — não concordo». A grande preocupação dos Japoneses é a de não perder a face e, em resultado disso, desenvolveram todo um conjunto de regras destinadas a evitar que as coisas corram mal, pelo que devemos evitar dizer «não» ou fazer perguntas cuja resposta possa ser «não».

O mais que um japonês se aproximará de dizer a palavra «não» é uma expressão do tipo «Isso é muito difícil», ou «Daremos toda a atenção ao assunto», quando o que realmente quer dizer é: «Vamos esquecer isso tudo e vamos para casa.»

Palavras Chave - , , , , ,