Interpretar Gestos

Home»O poder dos gestos»Perna-sobre-o-braço-da-cadeira

Perna-sobre-o-braço-da-cadeira

homem-sentado-size-620

Este gesto é praticado principalmente pelos homens, pois utiliza igualmente o gesto Pernas-Esticadas. Significa não apenas a posse da cadeira pelo homem, como assinala a sua atitude informal e agressiva.
É bastante comum observar dois amigos do sexo masculino a rir-se e a contar piadas sentados desta forma, mas consideremos o respetivo impacto em circunstâncias distintas. Digamos que um empregado tem um problema pessoal e vai pedir conselho ao patrão. Enquanto procede à sua explicação, inclina-se para a frente na cadeira, com as mãos sobre os joelhos, a cabeça inclinada para baixo, uma expressão abatida e em voz baixa. O patrão escuta, sentado imóvel, e de seguida recosta-se para trás na cadeira e dispõe uma perna sobre o braço da cadeira. A atitude do patrão alterou-se agora para uma atitude de falta de preocupação, ou indiferença. Por outras palavras, está pouco preocupado com o empregado, ou o problema que ele lhe coloca, e poderá mesmo estar a pensar que o seu tempo está a ser desperdiçado com «a velha história de sempre».

Em relação a quê estava então o patrão indiferente? Poderá ter considerado o problema do empregado, e decidido que não tinha grande importância, desinteressando-se. Poderá mesmo dizer ao empregado para não se preocupar, pois o problema simplesmente acabará por desaparecer. Enquanto a perna do patrão se mantiver sobre o braço da cadeira, a sua atitude indiferente persistirá. Quando o empregado abandonar o seu gabinete, o patrão suspirará de alívio e dirá para consigo mesmo «Graças a Deus que ele se foi embora!», só então retirando a perna de cima do braço da cadeira.

O gesto Perna-sobre-o-Braço-da-Cadeira pode ser bastante incomodativo se ocorrer no decurso de uma negociação, e é fundamental fazer essa pessoa mudar de posição pois, quanto mais tempo nela permanecer, mais manterá uma atitude indiferente ou agressiva. Uma forma fácil de o fazer é pedir-lhe que se incline sobre a mesa para olhar para algo ou, se o leitor tiver um sentido de humor «retorcido», dizendo-lhe que tem um rasgão nas calças.