Algumas pessoas alegam que cruzam habitualmente os braços por isso lhes ser confortável. Qualquer gesto parecerá confortável quando temos a atitude correspondente; isto é, se tivermos uma atitude negativa, defensiva ou nervosa, os braços cruzados parecer-nos-ão confortáveis. Mas se estivermos a divertir-nos
com os amigos, os braços cruzados não nos parecerão a postura certa.

Não se esqueça de que, em toda a linguagem corporal, o significado da mensagem está também no receptor, tanto como no emissor. Podemos sentir-nos «confortáveis» com os braços cruzados e as costas e pescoço rígidos, mas os estudos revelam que as reações das outras pessoas a este gesto são negativas. Por isso, a lição é clara — evite cruzar os braços em quaisquer circunstâncias, a não ser que a sua intenção seja mostrar aos outros que não concorda ou não quer participar.