Interpretar Gestos

Home»O poder dos gestos»Toque-lhes também na mão

Toque-lhes também na mão

big_shutterstock_100322471

Um outro estudo envolvia bibliotecários que, ao entregarem um livro, raspavam ligeiramente na mão da pessoa. No exterior da biblioteca, as pessoas que levavam os livros emprestados eram inquiridas, sendo-lhes colocadas questões acerca das suas impressões sobre o serviço da biblioteca. Aquelas que tinham sido tocadas respondiam mais favoravelmente a todas as questões e recordavam com maior probabilidade o nome do bibliotecário. Estudos levados a cabo em supermercados britânicos onde os clientes eram tocados suavemente na mão ao receber o troco mostraram reações positivas semelhantes por parte dos clientes. A mesma experiência foi levada a cabo nos EUA, onde as empregadas de mesa obtêm uma boa parte do seu rendimento a partir das gorjetas. As empregadas que tocavam cotovelo e mão conseguiam gorjetas 36% maiores dos clientes masculinos do que as que não efetuavam o contacto físico, e os empregados de mesa aumentavam os seus ganhos em 22% independentemente do género da pessoa que tocavam.

Da próxima vez que conhecer alguém e der um aperto de mão, estenda o seu braço esquerdo, dê um ligeiro toque no cotovelo ou na mão da pessoa durante o aperto de mão, repita o nome dela para confirmar que o ouviu corretamente, e observe a reação obtida. Esse procedimento faz não só a pessoa sentir-se
importante, como ajudará o leitor a memorizar o seu nome por via da repetição.

O toque no cotovelo e na mão — quando executado de forma discreta — capta a atenção, reforça o comentário, sublinha um conceito, aumenta a nossa influencia sobre as outras pessoas, torna-nos mais memoráveis e cria impressões positivas em toda a gente.